Página inicial
Notícias

Notícias

ETE será ampliada e terá capacidade para atender 600 mil habitantes

Divulgação
Ministro Aloysio Nunes destacou a importância da obra para Rio Preto
O prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo e o superintendente do Semae, Nicanor Batista, assinaram na tarde desta sexta-feira, dia 14, a autorização de início das obras de ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto, da construção de interceptores e da estação elevatória de esgoto.

A assinatura foi realizada na ETE, e contou com a presença do ministro de Relações Exteriores, Aloysio Nunes, do secretário nacional de Saneamento do Ministério das Cidades, Olavo de Andrade Lima Neto, do diretor Executivo da CEF Roberto Barreto, Fernando Passos, superintendente Regional da Caixa, do vice-prefeito de Rio Preto, Eleuses Paiva.

Após a conclusão das obras, a ETE será ampliada e terá capacidade para atender a uma população de 600 mil pessoas. Atualmente a Estação tem capacidade para 450 mil habitantes. 

Para as obras de ampliação serão investidos aproximadamente R$ 45 milhões. Serão construídos mais um módulo, no valor de R$ 27 milhões, novos interceptores e uma estação elevatória para receber o esgoto do Distrito de Talhado dos bairros próximos. Os recursos liberados para o saneamento vêm do orçamento geral da união.

O prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo, destacou a importância da obra para o futuro da cidade. 

“Rio Preto estará preparada para receber mais moradores, mais empresas e mais empregos. Estamos vivendo um momento de progresso, em que os governos federal, estadual e municipal trabalham juntos pelo bem comum”, afirmou o prefeito.  

Edinho afirmou ainda que a ampliação da ETE e a duplicação da BR 153, são compromissos assumidos e cumpridos pelo presidente Michel Temer. 

O rio-pretense e ministro de Relações Internacionais, Aloysio Nunes, afirmou que com a obra, quase 100% do esgoto da cidade será tratado. 

“Rio Preto tem sustentabilidade em seu desenvolvimento. Vai chegar a praticamente 100% de esgoto tratado. É algo muito impressionante quando sabemos que há menos de 20 anos era de 3%. Não existe crescimento sustentável sem atenção ao meio ambiente.”, afirmou o ministro.

Para o Secretário Nacional de Desenvolvimento do Ministério das Cidades, Olavo de Andrade Lima Neto, Rio Preto está em uma situação privilegiada quando o assunto é saneamento básico. “Saneamento é saúde, é desenvolvimento e dignidade. São José do Rio Preto tem uma situação privilegiada, com lideranças políticas fortes como o ministro Aloysio Nunes e o prefeito Edinho Araújo fazendo as coisas acontecerem”, disse Neto.

O superintendente do Semae, Nicanor Batista, afirmou que com a obra, os rio-pretenses terão esgoto tratado até 2050. “O Semae trata nessa estação mais de 98% do esgoto coletado em Rio Preto. Com a ampliação, poderemos garantir o atendimento de uma população de até 650 mil pessoas. Isso provavelmente será suficiente para atender a cidade até 2050”, concluiu.

Raio X da obra
- A AIO irá atender duas etapas do contrato de ampliação da ETE, nos valores de R$ 25 milhões e R$ 14,5 milhões, com contrapartida de R$ 6 milhões do SeMAE.
- R$ 27,5 milhões serão investidos na ampliação da capacidade de tratamento da ETE – Estação de Tratamento de Esgoto.
- Serão mais 780 toneladas de aço e 750 caminhões de concreto
- Outros R$ 18 milhões serão utilizados na construção de interceptores, linha de recalque e de uma estação elevatória em Talhado. As obras irão atender o distrito e os loteamentos adjacentes. 
- Serão mais 22 quilômetros de interceptores, com tubos de 1 metro de diâmetro, 40 toneladas de aço e 100 caminhões de concreto.
- Serão cerca de R$ 45,5 milhões investidos em obras de tratamento de esgoto. Os recursos são provenientes do Orçamento Geral da União e SeMae.
- A Obra está prevista para ser realizada em 18 meses.
 
 
Sumário Executivo
  Título ETE será ampliada e terá capacidade para atender 600 mil habitantes
  Órgão Responsável Secretaria de Comunicação Social
  Data de Publicação 14/07/2017