Encontre o que você procura no portal

Use o campo de pesquisa abaixo para encontrar o que você precisa de maneira fácil e rápida.

Gabinete do Prefeito

Representa o Poder Executivo Municipal junto às autoridades, comunidade e demais esferas; articula as ações governamentais de forma integrada, compartilhada e descentralizada; Coordena a subprefeitura de Engenheiro Schmitt e Talhado, o Tiro de Guerra, a Defesa Civil e a Junta do Serviço Militar.

Avenida Alberto Andaló, 3030 (8º andar) - Centro

CEP 15015-000 - São José do Rio Preto

Telefone: (17) 3203 1380

E-mail: gabpref@riopreto.sp.gov.br

  • Prefeito

    Prefeito Edinho Araújo

    É casado com Maria Elza. Tem três filhos: Thaysa, Bethina e Edson Filho e quatro netos, Maria Victória, Edson Neto, Beatriz e Maria Cecília.

    Com 46 anos de vida pública, foi eleito em 2016, no 1º turno, prefeito de São José do Rio Preto com 113.377 votos.

    Edinho disputou a 12ª eleição: perdeu a primeira como candidato a prefeito de Santa Fé do Sul em 1972. No ano de 1976 foi eleito para o primeiro mandato como prefeito de Santa Fé. Depois exerceu três mandatos como deputado estadual e dois como deputado federal. Foi o primeiro prefeito reeleito da história de São José do Rio Preto, governando entre 2001 e 2008. Foi presidente da Codasp – Companhia de Desenvolvimento Agrícola do Estado de São Paulo de 2009 a 2010. Eleito para terceiro e quarto mandatos como deputado federal. Em janeiro de 2015 foi nomeado ministro-chefe da Secretaria de Portos. Em outubro do mesmo ano retomou o mandato de deputado federal na Câmara dos Deputados. Renunciou ao mandato em 1º de janeiro de 2017 para assumir o cargo de prefeito de São José do Rio Preto, no período de 2017 a 2020.

  • Vice-prefeito

    Vice-prefeito - Eleuses Paiva

    É médico especializado em medicina nuclear. Presidiu a Sociedade de Medicina e Cirurgia de Rio Preto, a Associação Paulista de Medicina e a Associação Médica Brasileira.

    Foi deputado federal por dois mandatos, desenvolvendo um trabalho relevante em defesa da Saúde e dos interesses da cidade de Rio Preto.

    É casado com Sônia, tem três filhos (Antônio Fernando, Natália e Eleuses Filho).

  • Chefe de Gabinete

    Chefe de Gabinete - José Roberto Moreira

    Advogado e jornalista. Foi chefe de gabinete do prefeito Edinho Araújo de 2001 a 2008. Fundador e primeiro presidente da Associação Industrial de Mirassol de 1980 a 1984, presidente do PMDB de Mirassol de 1983 a 1986 e candidato a prefeito de Mirassol em 1982; foi diretor de O Jornal, de Santa Fé do Sul, do Jornal de Jales, da Folha de Fernandópolis e da Folha de Votuporanga; empresário do setor moveleiro em Mirassol de 1978 a 1997 e funcionário do Banco do Brasil de 1969 a 1971.

Prefeito Edinho Araújo

É casado com Maria Elza. Tem três filhos: Thaysa, Bethina e Edson Filho e quatro netos, Maria Victória, Edson Neto, Beatriz e Maria Cecília.

Com 46 anos de vida pública, foi eleito em 2016, no 1º turno, prefeito de São José do Rio Preto com 113.377 votos.

Edinho disputou a 12ª eleição: perdeu a primeira como candidato a prefeito de Santa Fé do Sul em 1972. No ano de 1976 foi eleito para o primeiro mandato como prefeito de Santa Fé. Depois exerceu três mandatos como deputado estadual e dois como deputado federal. Foi o primeiro prefeito reeleito da história de São José do Rio Preto, governando entre 2001 e 2008. Foi presidente da Codasp – Companhia de Desenvolvimento Agrícola do Estado de São Paulo de 2009 a 2010. Eleito para terceiro e quarto mandatos como deputado federal. Em janeiro de 2015 foi nomeado ministro-chefe da Secretaria de Portos. Em outubro do mesmo ano retomou o mandato de deputado federal na Câmara dos Deputados. Renunciou ao mandato em 1º de janeiro de 2017 para assumir o cargo de prefeito de São José do Rio Preto, no período de 2017 a 2020.

Vice-prefeito - Eleuses Paiva

É médico especializado em medicina nuclear. Presidiu a Sociedade de Medicina e Cirurgia de Rio Preto, a Associação Paulista de Medicina e a Associação Médica Brasileira.

Foi deputado federal por dois mandatos, desenvolvendo um trabalho relevante em defesa da Saúde e dos interesses da cidade de Rio Preto.

É casado com Sônia, tem três filhos (Antônio Fernando, Natália e Eleuses Filho).

Chefe de Gabinete - José Roberto Moreira

Advogado e jornalista. Foi chefe de gabinete do prefeito Edinho Araújo de 2001 a 2008. Fundador e primeiro presidente da Associação Industrial de Mirassol de 1980 a 1984, presidente do PMDB de Mirassol de 1983 a 1986 e candidato a prefeito de Mirassol em 1982; foi diretor de O Jornal, de Santa Fé do Sul, do Jornal de Jales, da Folha de Fernandópolis e da Folha de Votuporanga; empresário do setor moveleiro em Mirassol de 1978 a 1997 e funcionário do Banco do Brasil de 1969 a 1971.

  • Subprefeitura de Engenheiro Schmitt

    A Subprefeitura do Distrito de Engenheiro Schmitt tem agilizado o desenvolvimento de ações importantes para a comunidade local. Entre os destaques estão a reforma da Escola Padre Clemente Marton Segura, que ganhou três novas salas de aula e banheiros; do terminal rodoviário, da piscina pública, do estádio e do cemitério municipal.

    A rede de esgoto foi ampliada e novas microbacias foram construídas.

    A Escola Municipal de Ensino Infantil Vera ganhou um novo espaço. O Distrito recebeu também a implantação de um Cras –Centro de Referência da Assistência Social para atendimento das familias com visitas de pedagogos, psicólogos e assistentes sociais.

    Outro grande benefício obtido foi a garantia de atendimento integral na área da Saúde. Hoje, os moradores têm uma UBSF - Unidade Básica de Saúde da Família para atendimento básico e ainda contam com uma ambulância.

    O acesso ao Distrito também melhorou com o recapeamento da vicinal João Parise.

    O Núcleo de Artes de Schmitt oferece aulas gratuitas de iniciação a dança, violão, capoeira, teatro, karate, tênis de mesa, natação e futsal.

    A Patrulha Agrícola recebeu um novo trator para atender os produtores rurais do Distrito.

    Saiba mais sobre as atrações do Distrito de Engenheiro Schmitt:

    • Subprefeito de Engenheiro Schmitt

      Devair Oliveira

      O comerciante Devair Oliveira mora há 35 anos no Distrito de Engenheiro Schmitt e por isso mesmo é um conhecedor da importância que o distrito tem pelo seu turismo religioso e gastronômico. No período de 2001 a 2008 foi encarregado de serviços gerais da subprefeitura.

    • Galeria de Subprefeitos
      Fernando Semedo 1945 a 1948
      Ernesto Tirelli 1948 a 1952
      Raul de Oliveira 1953 a 1956
      Paulino Rovina 1957 a 1960
      José Doreto 1961 a 1964
      Vicente Polachini 1965 a 1968
      Neamen Raduan 1969 a 1972
      Evaristo de Oliveira 1973 a 1976

      1977 a 1980

      Deolindo Bortoluzo 1981 a 1986

      1987 a 1992

      1993 a 1996

      Evaristo de Oliveira 1997 a 2000
      Gilberto Martins Lira 2001 a 2004

      2005 a 2008

      Gelson Rasteli Junior 01/01/2009 a 06/06/2011

      24/08/2011 a 26/12/2012

      Gilberto Martins Lira 08/01/2013 a 30/06/2016

      04/10/2016 a 27/12/2016

      Devair Oliveira Desde 2017
    • Corrida de São Silvestre

      A Corrida de São Silvestre de Engenheiro Schmitt tem um percurso de quatro mil metros e é realizada pela Subprefeitura, em parceria com comerciantes e empresários. O evento, criado há cerca de 10 anos por um comerciante local, acontece anualmente, no dia 31 de dezembro. É dividida nas categorias:

      • masculina de 15 a 30 anos (somente para residentes do distrito)

      • masculina acima de 30 anos (somente para residentes do distrito)

      • feminina livre, acima dos 15 anos

      • categoria livre para participantes não residentes no distrito

    • Feirart'es

      Endereço: Avenida da Saudade, s/n - Vila Santa Cruz

      São José do Rio Preto - CEP15014-020

      Telefone: (17)3231 6368

      E-mail:
      cem.ressurreicao@riopreto.sp.gov.br

  • Subprefeitura do Distrito de Talhado

    A Subprefeitura de Talhado tem como objetivo incentivar o desenvolvimento econômico e social do distrito. Entre as ações promovidas pelo órgão estão a realização de projetos de dança, música e teatro, além de cursos, palestras e reuniões para manter crianças e adolescentes fora das ruas.

    Na área de esportes, a Subprefeitura construiu um campo de futebol e motivou os moradores a fundarem o Talhado Esporte Clube, time que disputa o campeonato de futebol amador no município.

    A política de apoio às famílias carentes recebeu tratamento prioritário. Hoje, o Distrito de Talhado tem distribuição permanente de cestas básicas, desenvolvimento de programas de geração de renda, auxílio no pedido de aposentadoria dos munícipes, encaminhamentos médico-hospitalares e acompanhamento dos grupos de terceira idade.

    • Subprefeito de Talhado

      Pedro Nimer Filho

      É comerciante, foi presidente da ALVA – Associação de Veículos Automotores do Noroeste Paulista. Foi conselheiro do clube Monte Líbano por quatro gestões. É ligado à maçonaria. Membro efetivo do Diretório do PMDB do Estado de São Paulo e é o atual presidente do Diretório Municipal do PMDB de São José do Rio Preto.

    • Galeria de Subprefeitos
      José Vinha 1965 a 1981
      Marcos Vilela Neto 1982
      Antonio Vitorazzo 1983 a 1997
      Antonio Castelan 1997 a 2000
      Sidenir Martins 2001 a 2008
      Antonio Claudio de Oliveira 01/01/2009 a 06/06/2011

      24/08/2011 a 26/12/2012

      08/01/2013 a 27/12/2016

      Pedro Nimer Filho Desde 2017
  • Tiro de Guerra

    O Tiro de Guerra (TG) é uma instituição militar do Exército Brasileiro encarregada de formar atiradores e ou cabos de segunda categoria (reservistas) para o exército. Os TGs são estruturados de modo que o convocado possa conciliar a instrução militar com o trabalho ou estudo, proporcionando a milhares de jovens brasileiros, principalmente os que residem em cidades do interior do país, a oportunidade de atenderem a Lei e prestarem o Serviço Militar Inicial.

    A organização de um TG ocorre em acordo firmado com as prefeituras locais e o Comando da Região Militar. O exército fornece os instrutores (normalmente sargentos ou subtenentes), fardamento e equipamentos, enquanto a administração municipal disponibiliza as instalações. Por isto, geralmente, o prefeito se torna o diretor do tiro de guerra.

    Na década de 2010, existiam mais de 223 TGs distribuídos por quase todo o território brasileiro. Anualmente, ingressam aproximadamente 12.000 (doze mil) atiradores no Exército Brasileiro.

    Origem

    A origem dos tiros de guerra remonta ao ano de 1902 com o nome de linhas de tiro, quando se fundou em Rio Grande (Rio Grande do Sul) uma sociedade de tiro ao alvo com finalidades militares — esta, a partir de 1916, no impulso da pregação de Olavo Bilac em prol do serviço militar obrigatório, transformou-se, com o apoio do poder municipal, nesse tipo de organização militar destinada à formação de reservistas brasileiros.

    Assim sendo foram criadas várias linhas de tiro, estrategicamente localizadas em cidades maiores de cada região, que davam maior proteção aos cidadãos.

    Um dos objetivos dos Tiros de Guerra é a formação de cidadãos cônscios sob os seus direitos e deveres na sociedade onde estão inseridos, transformando-se como verdadeiros elementos modificadores das duras condições das regiões em que residem, consistindo-se como centro de formação das futuras lideranças comunitárias e municipais querem no campo da política, da educação, da governança, da iniciativa privada, ou seja, cidadãos que terão franca e intensa participação no desenvolvimento regional e nos benefícios sociais que se desdobram com essa possibilidade.

    O Tiro de Guerra de São José do Rio Preto 02-033 foi fundado em 1916.

    O Primeiro Instrutor foi o 2º Sgt Manoel Pereira,que se manteve no cargo até 1924.

    Desde então, o Tiro de Guerra cumpre papel indispensável na formação dos jovens de nossa cidade. Sendo que a cada ano forma uma nova turma.

    Ocupa sede atual desde 10 de janeiro de 1966, sendo comandado atualmente pelo Subtenente de Infantaria Alessandro De Souza Cordeiro.

    • Formação do Atirador

      O objetivo dos TGs é formar reservistas de 2ª categoria aptos ao desempenho de tarefas no contexto da Defesa Territorial e Defesa Civil. A formação do atirador é realizada no período de 40 semanas, com uma carga-horária semanal de 12 horas, totalizando 480 horas de instrução. Há um acréscimo de 36 horas destinadas às instruções específicas do Curso de Formação de Cabos, e um terço desse tempo é direcionado para matérias relacionadas com ações de saúde, ação comunitária, defesa civil e meio ambiente.

      Até 1969, a formação do atirador era realizada no período de 80 semanas, portanto a partir de 1970, essa formação foi dividida em 1° e 2° semestres.

      Por curiosidade, a etimologia da palavra vem do latim tiro, termo usado para descrever novato, jovem soldado e recruta.

      O cidadão que prestou o serviço militar em Tiro de Guerra como resultado de sua dedicação ao serviço poderá ser agraciado com o diploma “Ao Mérito” por haver revelado, durante sua vida militar, modelar comportamento na instrução e no serviço, tornando-se um elemento muito desejável pelo o mercado de trabalho, haja vista, o interesse das empresas por elementos responsáveis, com credibilidade moral que os credencia aos mais variados cargos nas organizações.

      O projeto é um complemento na formação dos jovens e contribui na formação do civismo e do patriotismo.

      É comum a continuidade da carreira militar por antigos atiradores de TG, que após o cumprimento do serviço militar inicial, demonstraram pendor para a carreira das armas, ingressando por concurso público nas diferentes escolas de formação de Oficiais e Sargentos (graduados), como consequência da vocação despertada por ocasião de ter servido o TG.

      Para maiores informações http://www.eb.mil.br/.

    • Currículo do Subtenente

      Ao ser designado Chefe da Instrução do Tiro de Guerra 02-033, o Subtenente de Infantaria Alessandro de Souza Cordeiro, estava servindo no Colégio Militar do Recife, sediado na Cidade de Recife-PE.

      O S Ten Alessandro de Souza Cordeiro nasceu em 28 de setembro de 1973, na Cidade do Rio de Janeiro-RJ, e é filho do Sr José da Silva Cordeiro e da Sra Cremilda de Souza Cordeiro. É casado com a Sra Shana Vieira Cordeiro e tem uma filha Brenda Vieira Cordeiro Incorporou às fileiras do Exército Brasileiro em 31 de janeiro de 1994, na Escola de Sargentos das Armas, Três Corações-MG, onde foi promovido a Terceiro-Sargento da Arma de Infantaria em 25 de novembro de 1994. Após sua formação foi classificado no 20º Batalhão de Infantaria Blindado, sediado em Curitiba-PR, onde desempenhou as Funções de Comandante de Grupo da Companhia de Fuzileiros. Em 1º de dezembro de 2001, foi promovido à Segundo-Sargento e, em 1º de dezembro de 2009, foi promovido à Primeiro-Sargento. Em 1998 foi transferido para 1º Batalhão de Forças Especiais, Rio de Janeiro-RJ, onde desempenhou diversas funções. Em 2003 foi transferido para Centro de Instrução Paraquedista General Penha Brasil, Rio de Janeiro-RJ, onde desempenhou funções de Instrutor.

      No ano de 2004 realizou o Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos, na Escola de Aperfeiçoamento de Sargentos das Armas, na Cidade de Cruz Alta-RS. Ao término do curso, foi classificado novamente no Centro de Instrução Paraquedista General Penha Brasil para desempenhar a função de Instrutor.

      No ano de 2010 foi selecionado para compor o 12º Contingente do BRABAT, na Missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti (MINUSTAH).

      O S Ten CORDEIRO foi promovido na graduação atual em 1º de junho de 2015 e é possuidor dos seguintes Cursos e Estágios:

      - Estágio de Habilitação para Desempenho da Função de Instrutor de Corpo de Tropa – 1997

      - Curso Básico Paraquedista - 1998

      - Estágio de Transporte Aéreo -1999

      - Curso de Mestre de Salto – 2001

      - Estágio de Adestramento Básico de Operações de Paz - 2010

      - Estágio de Adestramento Avançado de Operações de Paz - 2010

      - Estágio Setorial de Monitores do Sistema Colégio Militar do Brasil - 2015

      O Subtenente CORDEIRO foi condecorado com a Medalha Militar de Prata, Medalha de Corpo de Tropa Bronze, Medalha do Serviço Amazônico Bronze, Medalha da Ordem do Mérito Conselheiro Thomaz Coelho, Medalha Marechal Trompowski, Medalha das Nações Unidas – Haiti, Medalha Mérito Aeroterrestre de Ouro, Medalha Marechal Osório – O Legendário e a Medalha Sargento Max Wolf Filho.

  • Junta de Serviço Militar

    PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

    119ª JUNTA DE SERVIÇO MILITAR

    CARTA AO CIDADÃO

    IDENTIDADE ORGANIZACIONAL


    NEGÓCIO: Serviço Militar.

    MISSÃO: Executar as atividades de Serviço Militar no município.

    SUBORDINAÇÃO:

    - Vinculada tecnicamente à 5ª Circunscrição do Serviço Militar, Ribeirão Preto-SP, por intermédio da 13ª Delegacia de Serviço Militar (São José do Rio Preto-SP).

    - Vinculada administrativamente à Prefeitura Municipal.

    VISÃO: Ser uma Junta de Serviço Militar que busca a excelência no atendimento a todos os usuários.

    VALORES: eficiência, ética, lealdade, legalidade, moralidade, responsabilidade, impessoalidade, competência profissional, respeito.

    INFORMAÇÕES GERAIS

    LOCALIZAÇÃO: Rua São José, nº 43, Vila Fioresi

    São José do Rio Preto- SP, CEP: 15.014-500

    CONTATOS: Telefone/Fax: (17)3215-1044

    E-mail: 119jsmriopreto@gmail.com

    HORÁRIO DE ATENDIMENTO AO PÚBLICO: Segunda a sexta-feira, das 08:00 h às 12:00 h

Subprefeitura de Engenheiro Schmitt

A Subprefeitura do Distrito de Engenheiro Schmitt tem agilizado o desenvolvimento de ações importantes para a comunidade local. Entre os destaques estão a reforma da Escola Padre Clemente Marton Segura, que ganhou três novas salas de aula e banheiros; do terminal rodoviário, da piscina pública, do estádio e do cemitério municipal.

A rede de esgoto foi ampliada e novas microbacias foram construídas.

A Escola Municipal de Ensino Infantil Vera ganhou um novo espaço. O Distrito recebeu também a implantação de um Cras –Centro de Referência da Assistência Social para atendimento das familias com visitas de pedagogos, psicólogos e assistentes sociais.

Outro grande benefício obtido foi a garantia de atendimento integral na área da Saúde. Hoje, os moradores têm uma UBSF - Unidade Básica de Saúde da Família para atendimento básico e ainda contam com uma ambulância.

O acesso ao Distrito também melhorou com o recapeamento da vicinal João Parise.

O Núcleo de Artes de Schmitt oferece aulas gratuitas de iniciação a dança, violão, capoeira, teatro, karate, tênis de mesa, natação e futsal.

A Patrulha Agrícola recebeu um novo trator para atender os produtores rurais do Distrito.

Saiba mais sobre as atrações do Distrito de Engenheiro Schmitt:

  • Subprefeito de Engenheiro Schmitt

    Devair Oliveira

    O comerciante Devair Oliveira mora há 35 anos no Distrito de Engenheiro Schmitt e por isso mesmo é um conhecedor da importância que o distrito tem pelo seu turismo religioso e gastronômico. No período de 2001 a 2008 foi encarregado de serviços gerais da subprefeitura.

  • Galeria de Subprefeitos
    Fernando Semedo 1945 a 1948
    Ernesto Tirelli 1948 a 1952
    Raul de Oliveira 1953 a 1956
    Paulino Rovina 1957 a 1960
    José Doreto 1961 a 1964
    Vicente Polachini 1965 a 1968
    Neamen Raduan 1969 a 1972
    Evaristo de Oliveira 1973 a 1976

    1977 a 1980

    Deolindo Bortoluzo 1981 a 1986

    1987 a 1992

    1993 a 1996

    Evaristo de Oliveira 1997 a 2000
    Gilberto Martins Lira 2001 a 2004

    2005 a 2008

    Gelson Rasteli Junior 01/01/2009 a 06/06/2011

    24/08/2011 a 26/12/2012

    Gilberto Martins Lira 08/01/2013 a 30/06/2016

    04/10/2016 a 27/12/2016

    Devair Oliveira Desde 2017
  • Corrida de São Silvestre

    A Corrida de São Silvestre de Engenheiro Schmitt tem um percurso de quatro mil metros e é realizada pela Subprefeitura, em parceria com comerciantes e empresários. O evento, criado há cerca de 10 anos por um comerciante local, acontece anualmente, no dia 31 de dezembro. É dividida nas categorias:

    • masculina de 15 a 30 anos (somente para residentes do distrito)

    • masculina acima de 30 anos (somente para residentes do distrito)

    • feminina livre, acima dos 15 anos

    • categoria livre para participantes não residentes no distrito

  • Feirart'es

    Tradicional no distrito de Engenheiro Schmitt, a Feirart’es é realizada na praça Matriz de Santa Apolônia. Cerca de 100 participantes compõem a feira, onde são comercializados todos os tipos de artesanatos. A Feirart’es acontece no segundo domingo de cada mês.

    A Feirart’es é realizada pela SCHAMA – Associação dos Artistas e Artesãos de Engenheiro Schmitt.

    Contato

    SCHAMA – Associação dos Artistas e Artesãos de Engenheiro Schmitt

    Telefone:(17) 3808 1672

    (17) 3013 4905

Subprefeitura do Distrito de Talhado

A Subprefeitura de Talhado tem como objetivo incentivar o desenvolvimento econômico e social do distrito. Entre as ações promovidas pelo órgão estão a realização de projetos de dança, música e teatro, além de cursos, palestras e reuniões para manter crianças e adolescentes fora das ruas.

Na área de esportes, a Subprefeitura construiu um campo de futebol e motivou os moradores a fundarem o Talhado Esporte Clube, time que disputa o campeonato de futebol amador no município.

A política de apoio às famílias carentes recebeu tratamento prioritário. Hoje, o Distrito de Talhado tem distribuição permanente de cestas básicas, desenvolvimento de programas de geração de renda, auxílio no pedido de aposentadoria dos munícipes, encaminhamentos médico-hospitalares e acompanhamento dos grupos de terceira idade.

  • Subprefeito de Talhado

    Pedro Nimer Filho

    É comerciante, foi presidente da ALVA – Associação de Veículos Automotores do Noroeste Paulista. Foi conselheiro do clube Monte Líbano por quatro gestões. É ligado à maçonaria. Membro efetivo do Diretório do PMDB do Estado de São Paulo e é o atual presidente do Diretório Municipal do PMDB de São José do Rio Preto.

  • Galeria de Subprefeitos
    José Vinha 1965 a 1981
    Marcos Vilela Neto 1982
    Antonio Vitorazzo 1983 a 1997
    Antonio Castelan 1997 a 2000
    Sidenir Martins 2001 a 2008
    Antonio Claudio de Oliveira 01/01/2009 a 06/06/2011

    24/08/2011 a 26/12/2012

    08/01/2013 a 27/12/2016

    Pedro Nimer Filho Desde 2017

Tiro de Guerra

O Tiro de Guerra (TG) é uma instituição militar do Exército Brasileiro encarregada de formar atiradores e ou cabos de segunda categoria (reservistas) para o exército. Os TGs são estruturados de modo que o convocado possa conciliar a instrução militar com o trabalho ou estudo, proporcionando a milhares de jovens brasileiros, principalmente os que residem em cidades do interior do país, a oportunidade de atenderem a Lei e prestarem o Serviço Militar Inicial.

A organização de um TG ocorre em acordo firmado com as prefeituras locais e o Comando da Região Militar. O exército fornece os instrutores (normalmente sargentos ou subtenentes), fardamento e equipamentos, enquanto a administração municipal disponibiliza as instalações. Por isto, geralmente, o prefeito se torna o diretor do tiro de guerra.

Na década de 2010, existiam mais de 223 TGs distribuídos por quase todo o território brasileiro. Anualmente, ingressam aproximadamente 12.000 (doze mil) atiradores no Exército Brasileiro.

Origem

A origem dos tiros de guerra remonta ao ano de 1902 com o nome de linhas de tiro, quando se fundou em Rio Grande (Rio Grande do Sul) uma sociedade de tiro ao alvo com finalidades militares — esta, a partir de 1916, no impulso da pregação de Olavo Bilac em prol do serviço militar obrigatório, transformou-se, com o apoio do poder municipal, nesse tipo de organização militar destinada à formação de reservistas brasileiros.

Assim sendo foram criadas várias linhas de tiro, estrategicamente localizadas em cidades maiores de cada região, que davam maior proteção aos cidadãos.

Um dos objetivos dos Tiros de Guerra é a formação de cidadãos cônscios sob os seus direitos e deveres na sociedade onde estão inseridos, transformando-se como verdadeiros elementos modificadores das duras condições das regiões em que residem, consistindo-se como centro de formação das futuras lideranças comunitárias e municipais querem no campo da política, da educação, da governança, da iniciativa privada, ou seja, cidadãos que terão franca e intensa participação no desenvolvimento regional e nos benefícios sociais que se desdobram com essa possibilidade.

O Tiro de Guerra de São José do Rio Preto 02-033 foi fundado em 1916.

O Primeiro Instrutor foi o 2º Sgt Manoel Pereira,que se manteve no cargo até 1924.

Desde então, o Tiro de Guerra cumpre papel indispensável na formação dos jovens de nossa cidade. Sendo que a cada ano forma uma nova turma.

Ocupa sede atual desde 10 de janeiro de 1966, sendo comandado atualmente pelo Subtenente de Infantaria Alessandro De Souza Cordeiro.

  • Formação do Atirador

    O objetivo dos TGs é formar reservistas de 2ª categoria aptos ao desempenho de tarefas no contexto da Defesa Territorial e Defesa Civil. A formação do atirador é realizada no período de 40 semanas, com uma carga-horária semanal de 12 horas, totalizando 480 horas de instrução. Há um acréscimo de 36 horas destinadas às instruções específicas do Curso de Formação de Cabos, e um terço desse tempo é direcionado para matérias relacionadas com ações de saúde, ação comunitária, defesa civil e meio ambiente.

    Até 1969, a formação do atirador era realizada no período de 80 semanas, portanto a partir de 1970, essa formação foi dividida em 1° e 2° semestres.

    Por curiosidade, a etimologia da palavra vem do latim tiro, termo usado para descrever novato, jovem soldado e recruta.

    O cidadão que prestou o serviço militar em Tiro de Guerra como resultado de sua dedicação ao serviço poderá ser agraciado com o diploma “Ao Mérito” por haver revelado, durante sua vida militar, modelar comportamento na instrução e no serviço, tornando-se um elemento muito desejável pelo o mercado de trabalho, haja vista, o interesse das empresas por elementos responsáveis, com credibilidade moral que os credencia aos mais variados cargos nas organizações.

    O projeto é um complemento na formação dos jovens e contribui na formação do civismo e do patriotismo.

    É comum a continuidade da carreira militar por antigos atiradores de TG, que após o cumprimento do serviço militar inicial, demonstraram pendor para a carreira das armas, ingressando por concurso público nas diferentes escolas de formação de Oficiais e Sargentos (graduados), como consequência da vocação despertada por ocasião de ter servido o TG.

    Para maiores informações http://www.eb.mil.br/.

  • Currículo do Subtenente

    Ao ser designado Chefe da Instrução do Tiro de Guerra 02-033, o Subtenente de Infantaria Alessandro de Souza Cordeiro, estava servindo no Colégio Militar do Recife, sediado na Cidade de Recife-PE.

    O S Ten Alessandro de Souza Cordeiro nasceu em 28 de setembro de 1973, na Cidade do Rio de Janeiro-RJ, e é filho do Sr José da Silva Cordeiro e da Sra Cremilda de Souza Cordeiro. É casado com a Sra Shana Vieira Cordeiro e tem uma filha Brenda Vieira Cordeiro Incorporou às fileiras do Exército Brasileiro em 31 de janeiro de 1994, na Escola de Sargentos das Armas, Três Corações-MG, onde foi promovido a Terceiro-Sargento da Arma de Infantaria em 25 de novembro de 1994. Após sua formação foi classificado no 20º Batalhão de Infantaria Blindado, sediado em Curitiba-PR, onde desempenhou as Funções de Comandante de Grupo da Companhia de Fuzileiros. Em 1º de dezembro de 2001, foi promovido à Segundo-Sargento e, em 1º de dezembro de 2009, foi promovido à Primeiro-Sargento. Em 1998 foi transferido para 1º Batalhão de Forças Especiais, Rio de Janeiro-RJ, onde desempenhou diversas funções. Em 2003 foi transferido para Centro de Instrução Paraquedista General Penha Brasil, Rio de Janeiro-RJ, onde desempenhou funções de Instrutor.

    No ano de 2004 realizou o Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos, na Escola de Aperfeiçoamento de Sargentos das Armas, na Cidade de Cruz Alta-RS. Ao término do curso, foi classificado novamente no Centro de Instrução Paraquedista General Penha Brasil para desempenhar a função de Instrutor.

    No ano de 2010 foi selecionado para compor o 12º Contingente do BRABAT, na Missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti (MINUSTAH).

    O S Ten CORDEIRO foi promovido na graduação atual em 1º de junho de 2015 e é possuidor dos seguintes Cursos e Estágios:

    - Estágio de Habilitação para Desempenho da Função de Instrutor de Corpo de Tropa – 1997

    - Curso Básico Paraquedista - 1998

    - Estágio de Transporte Aéreo -1999

    - Curso de Mestre de Salto – 2001

    - Estágio de Adestramento Básico de Operações de Paz - 2010

    - Estágio de Adestramento Avançado de Operações de Paz - 2010

    - Estágio Setorial de Monitores do Sistema Colégio Militar do Brasil - 2015

    O Subtenente CORDEIRO foi condecorado com a Medalha Militar de Prata, Medalha de Corpo de Tropa Bronze, Medalha do Serviço Amazônico Bronze, Medalha da Ordem do Mérito Conselheiro Thomaz Coelho, Medalha Marechal Trompowski, Medalha das Nações Unidas – Haiti, Medalha Mérito Aeroterrestre de Ouro, Medalha Marechal Osório – O Legendário e a Medalha Sargento Max Wolf Filho.

Junta de Serviço Militar

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

119ª JUNTA DE SERVIÇO MILITAR

CARTA AO CIDADÃO

IDENTIDADE ORGANIZACIONAL


NEGÓCIO: Serviço Militar.

MISSÃO: Executar as atividades de Serviço Militar no município.

SUBORDINAÇÃO:

- Vinculada tecnicamente à 5ª Circunscrição do Serviço Militar, Ribeirão Preto-SP, por intermédio da 13ª Delegacia de Serviço Militar (São José do Rio Preto-SP).

- Vinculada administrativamente à Prefeitura Municipal.

VISÃO: Ser uma Junta de Serviço Militar que busca a excelência no atendimento a todos os usuários.

VALORES: eficiência, ética, lealdade, legalidade, moralidade, responsabilidade, impessoalidade, competência profissional, respeito.

INFORMAÇÕES GERAIS

LOCALIZAÇÃO: Rua São José, nº 43, Vila Fioresi

São José do Rio Preto- SP, CEP: 15.014-500

CONTATOS: Telefone/Fax: (17)3215-1044

E-mail: 119jsmriopreto@gmail.com

HORÁRIO DE ATENDIMENTO AO PÚBLICO: Segunda a sexta-feira, das 08:00 h às 12:00 h

CMDR - Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural

Telefone: (17) 3232.0016

Contato: Ana Beatriz Bronca - Apoio logístico e administrativo do Conselho

Localização