Delegação faz a entrega do troféu de campeã do Jori ao prefeito

Este foi o sétimo título consecutivo de Rio Preto nos Jogos Regionais do Idoso (Jori), que neste ano foram disputados na cidade de Santa Fé do Sul

11 de junho de 2019

A delegação rio-pretense campeã do Jori (Jogos Regionais do Idoso) realizou, nesta terça-feira (11/6), a entrega simbólica do troféu do torneio ao prefeito Edinho Araújo e à primeira-dama Maria Elza, em cerimônia realizada no Centro Regional de Eventos.

O grupo, composto por 129 pessoas, participou da competição com apoio da prefeitura, por meio da Secretaria de Esportes e Lazer, em parceria com o Fundo Social de Solidariedade, presidido por Maria Elza. A edição deste ano do Jori foi disputada em Santa Fé do Sul entre os dias 28 de maio e 2 de junho. Este é o sétimo título consecutivo de Rio Preto, que também foi campeã em 2010.

O prefeito, a primeira-dama, a secretária de Esportes, Cléa Bernardelli, e o chefe da delegação nos Jogos, Claudio Fontoura, também receberam medalhas, entregues por técnicos de equipes participantes do Jori. Edinho parabenizou a todos os participantes e mostrou confiança de que Rio Preto vai conquistar o oitavo título consecutivo na próxima edição.

A cidade foi representada em todas as 14 modalidades dos Jogos, que teve um total de 35 competições, considerando as divisões em categorias por faixa etária. Rio Preto ficou em primeiro em 12 categorias e foi a segunda colocada em 4. Os atletas rio-pretenses ainda pontuaram em outras sete categorias.

A dança de salão trouxe o ouro para Rio Preto nas três categorias disputadas e um dos campeões foi Emilio Antonio Sendem, 66 anos, que competiu ao lado de Lia Gavarolli e também esteve na disputa da modalidade coreografia. “Foi ótimo. Eu e a Lia não nos conhecíamos e tivemos dois meses para ensaiar as apresentações de samba de gafieira e salsa. Participar de duas modalidades foi um pouco desgastante porque tive que viajar duas vezes, mas o gostinho de ter sido campeão na dança de salão é maravilhoso”, diz Emilio.

O vôlei também rendeu três ouros para Rio Preto. “Parece incrível, mas a cada ano nossa equipe fica melhor. Participamos muito bem”, diz a atleta Elza de Oliveira. O time também contou com Dinha Feréli, que destacou a organização e a sede da competição. “No geral, foi excelente. Fomos muito bem atendidos, nos sentimos muito bem para competir”, conta.

Rio Preto terminou os Jogos com 154,33 pontos na classificação geral. Em segundo ficou Araçatuba, com 124,33 pontos, seguida por Jales, com 104. Para competir no Jori é preciso ter pelo menos 60 anos. Os jogos são realizados pela Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude, em parceria com o Fundo Social de Solidariedade do Governo do Estado de São Paulo. Os dois melhores colocados no Jori são classificados para a disputa estadual, a ser realizada em novembro, na cidade de Jundiaí.